Oito empreendedores cabo-verdianos vão beneficiar do programa de Empreendedorismo da Fundação Tony Elumelu
Negocia
Negocia
26 março 2024

Os projetos dos cabo-verdianos foram selecionados entre quase 18 mil candidaturas a nível africano.

Oito empreendedores cabo-verdianos foram selecionados, entre 17884 candidatos de 53 países africanos, para participar do programa de Empreendedorismo da Fundação Tony Elumelu deste ano. Os cabo-verdianos vão poder beneficiar de um financiamento de cinco mil dólares, cada, no final do programa.

Segundo uma nota de imprensa,Cabo Verde é um dos países africanos que vai novamente beneficiar do “maior programa de empreendedorismo em África (TEFConnect)”, da  Fundação Tony Elumelu, que foi criado em 2015 e já beneficiou 26 candidatos de Cabo Verde, além dos oito de 2024.

Este ano, depois de 17884 candidaturas, a nível de África, foram selecionados 1104 candidatos, entre os quais 8 cabo-verdianos. “Comparativamente, Angola teve 5 projetos selecionados, Guiné Bissau e São Tomé e Príncipe dois projetos, cada, Moçambique 21 e a Guiné Equatorial 3”, avança Odair Varela, diretor interino do Pólo da Fundação Tony Elumelu em Cabo Verde para 2024.

Uma das condições para ser selecionado no programa é ser nacional de um país africano e que o projeto selecionado depois seja implementado em África, explica o responsável local que acrescenta que não serão financiados projetos de cariz religioso nem político, mas não outras áreas de exclusão. Os candidatos podiam concorrer quer com uma ideia de negócio, um projeto ou então um negócio já implementado (com até cinco anos de funcionamento).

Ainda não foi divulgada publicamente a identidade dos vencedores nem os respetivos projetos, por conseguinte o responsável de Cabo Verde só pode adiantar que o arquipélago conta com quatro mulheres entre os oito selecionados e que estas apresentaram projetos nas áreas de saúde, comunicação e design de moda (diáspora).

Financiamento, a última etapa

Segundo Odair Varela, depois da seleção dos beneficiários, a próxima fase do programa é a formação de 12 semanas que vai resultar na elaboração de um plano de negócios e de um plano financeiro, seguindo-se uma etapa com um mentor que vai validar o plano, sendo a última fase o desembolso do financiamento de cinco mil dólares por projeto. A mesma fonte salienta que o desembolso sempre é feito para uma conta de uma empresa e que a mesma pode ser criada ao longo do processo de formação.

“Desde que os candidatos selecionados façam a formação até ao fim e apresentem o plano de negócios, eles serão financiados porque o financiamento já está garantido, a não ser que a pessoa desista pelo caminho”, esclarece Odair Varela.

Quanto ao seguimento dos projetos beneficiados, este consiste na apresentação de relatórios e na avaliação do impacto deste projetos na comunidade. “A fundação sabe que nem todos os selecionados vão fazer algo bom, mas os que o fizerem vão ter um impacto positivo nas suas comunidades”.

Até à edição de 2024, que será em princípio a última já que o programa está previsto para ser de 10 anos, foram beneficiados pela iniciativa 26 empreendedores cabo-verdianos.

A Fundação Tony Elumelu é uma instituição filantrópica liderada pelo sector privado africano e responsável pelo programa TEFConnect e que “tem vindo a desempenhar um papel crucial no empoderamento de jovens empreendedores africanos”.

https://www.balai.cv/noticias/oito-empreendedores-cabo-verdianos-vao-beneficiar-do-programa-de-empreendedorismo-da-fundacao-tony-elumelu/?fbclid=IwAR16zUndFZIKToM5WiG1U2QKAF6H1IBbA49UYj9X5H1Nx8CrdmzogRPWCHg

 

Balai

Você precisa fazer login ou registar para responder

Você precisa fazer login ou registar para comentar

Noticias Similares

Portugal: Presidente da CCS destaca importância do empreendedorismo e inovação em cimeira da CACLAL (c/áudio)

Portugal: Presidente da CCS destaca importância do empreendedorismo...

03 abril 2024
Premeados da primeira edição do Prémio Nacional de Empreendedorismo

Premeados da primeira edição do Prémio Nacional de Empreendedorismo...

26 março 2024
Portugal: Cimeira de Afro-empreendedorismo quer fortalecer empreendedorismo na comunidade lusófona e latino-americana

Portugal: Cimeira de Afro-empreendedorismo quer fortalecer empreendedorismo...

25 março 2024